Os poluentes atmosféricos conhecidos como “Indicadores de Qualidade do Ar”.

“A poluição atmosférica é considerada todo o ar que contém gases e/ou partículas, sólidas ou líquidas, em concentrações elevadas causando problemas de saúde ou doenças aos seres humanos, plantas, animais e ecossistemas em geral. A poluição do ar também pode reduzir a visibilidade urbana, provocar odores desagradáveis e efeitos sobre os materiais, danificando estruturas e obras de arte pelo seu poder corrosivo. ”

http://br.freepik.com/fotos-gratis/industria-gases-de-escape-poluicao-causada-pela-fumaca-da-chamine_687001.htm

Milhões de toneladas de poluentes são lançados na atmosfera todos os anos pelas indústrias.

Desde 1970, a Agência Ambiental Norte-Americana (EPA) tem sido responsável por estabelecer os padrões de qualidade do ar nos Estados Unidos da América, o qual é uma referência mundial. A EPA determinou os seis poluentes mais comuns e nocivos aos seres vivos, conhecidos como “Indicadores de Qualidade do Ar”, os quais são monitorados e controlados para a melhoria da saúde pública.

Sem-Título-3
A importância de monitorar esses poluentes:

• MP (material particulado)  O MP é composto de partículas que ficam suspensas na atmosfera na forma de poeira, neblina, fumaça, aerossol, etc. O MP atinge as vias respiratórias acarretando tosses, espirros, mucos, causando desconforto e problemas mais sérios de saúde. As principais fontes emissoras de MP são veículos automotores, processos industriais, queima de biomassa e ressuspensão de poeira do solo.

• CO (monóxido de carbono)  O CO é um gás incolor e inodoro que pode causar efeitos nocivos para à saúde reduzindo a capacidade de transporte de oxigênio no sangue. As altas concentrações de CO prejudicam os tecidos e órgãos do corpo (como o coração e o cérebro), podendo causar a morte em níveis elevados. Nas grandes cidades, a principal fonte de CO são os veículos automotores, porque resulta da queima incompleta de combustíveis de origem orgânica, como os combustíveis fósseis e biomassa.

• NOx (Óxidos de Nitrogênio)  O NO2 é o principal poluente encontrado na atmosfera do grupo NOx. Os processos de combustão são os responsáveis pela emissão de NO, que sob a ação de luz solar reage com o O2 presente na atmosfera formando o NO2. O NO2 pode causar problemas pulmonares, respiratórios e reações alérgicas, possuindo ainda um papel importante na formação do O3, por ser uma agente oxidante forte e muito reativo.

• COVs (Compostos Orgânicos Voláteis)  Os COVs são resultantes da queima incompleta e evaporação de combustíveis, sendo emitidos por indústrias, veículos, processos de transferência (estocagem de combustível), etc. Os COVs são importantes porque participam ativamente das reações de formação do O3 e podem causar efeitos adversos à saúde.

• O3 (ozônio)  O O3 (presente na estratosfera) tem a importante função de proteger a superfície da Terra dos raios UV. Por outro lado, quando presente em concentrações elevadas no nível do solo, pode causar irritação nos olhos e vias respiratórias, intensificar problemas cardiovasculares e diminuir a capacidade pulmonar. O O3 é formado pelas reações entre os óxidos de nitrogênio (NOx) e compostos orgânicos voláteis (COVs), na presença de luz solar.

• SO2 (Dióxido de Enxofre)  O SO2 resulta principalmente da queima de combustíveis que contém enxofre, como gasolina, óleo diesel e óleo combustível industrial. O SO2 pode causar uma variedade de efeitos respiratórios adversos, como aumento dos sintomas de asma e broncoconstrição, sendo ainda precursor da formação de MP secundário e chuva ácida.

Para evitar e controlar as elevadas concentrações desses poluentes, a Legislação Ambiental Brasileira define critérios para as fontes poluidoras do ar provenientes da indústria, comércio e de serviços, como padrões de emissões gasosas provenientes de fornos, caldeiras, motores estacionários e exaustão veicular.
A CMB Consultoria fornece serviços de monitoramento e controle das emissões atmosféricas das fontes industrias, principalmente para atendimento às condicionantes da licença emitida pelo Órgão Ambiental.
Autor: Eng. Ambiental Jonas Nascimento Chiconi
Referências:

Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Poluentes. Qualidade do Ar. Disponível em: http://ar.cetesb.sp.gov.br/poluentes/.

UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY. Air Emission Sources. EPA. United States, 21 out. 2015. Disponível em: < http://www3.epa.gov/air/emissions/index.htm>

VALLERO, Daniel, A. Fundamentals of Air Pollution. 4. ed. Burlington: Academic Press, 2008.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*